Home Música Noticias Literatura Contatto Serviços Pagina 8 Livros Outros...
Cronica e arte

CRONICA E ARTE  CNPJ nº 21.896.431/0001-58 NIRE: 35-8-1391912-5 email cronicaearte@cronicaearte.com Caixa Postal 43,  14870-970 Jaboticabal SP
RIO ESTÁ PREPARADO PARA MAIS UMA FESTA DA EBC E NOTA DO EDITOR MENTORE CONTI Falta pouco para que as balsas levando fogos de artifício para o réveillon de Copacabana, no Rio de Janeiro, sejam posicionadas no mar. A partir da meia-noite de amanhã (30), as embarcações, com 24 toneladas de fogos, serão rebocadas da Ilha do Governador para a orla. As barcas estarão prontas até as 13h de quinta-feira (31), quando um grande show pirotécnico marcará a chegada de 2016, comemorando 100 anos de samba e os Jogos Olímpicos, que no ano que vem serão no Rio. As balsas foram vistoriadas e liberadas hoje (29) pela Capitania dos Portos, pelo Corpo dos Bombeiros e pela Polícia Civil. NOTA A festa de réveillon acontece na mesma cidade que há dias atrás, não tinha hospitais abertos, recusava atendimento de urgência e que teve que arrumar dinheiro de emergência, porque o judiciário obrigou o Estado a regularizar o sistema de saúde. Mais uma vez, pela enésima vez, o pais se prepara par uma festa escondendo sua miséria e incompetência administrativa e este mau costume não é de hoje. No mesmo Estado do Rio de Janeiro, já se chegou a pensar em pintar a favela de amarelo nos anos 60 para disfarçar a miséria existente, ideia que gerou o samba favela amarela. Até quando vamos continuar sendo um pais que ao invés de trabalhar par colocar as coisas em ordem, nós maquiamos o problema e partimos para a festa. Desta vez será o réveillon, mas e a política nossa, onde o pais foi tomado de assalto por quadrilhas e quadrilhas, que com raríssimas exceções tomam conta da maioria dos municípios Estados e da Federação. Um pais, onde o povo é tratado, sempre com raríssimas exceções como se fosse um bando de “ninguéns” aos quais se pode negar agua limpa, saúde, negar escolas decentes. Autoridades que menosprezam a lei a ordem, a dignidade humana e o esforço de tantos brasileiros, que a exemplo de Caxias, almirante Barroso General Glicério, e tantos soldados inclusive escravos, que arriscaram e muitos deram sua vida para defender o pais... até quando?