Home Música Noticias Literatura Contatto Serviços Pagina 8 Livros Outros...
Cronica e arte

CRONICA E ARTE  CNPJ nº 21.896.431/0001-58 NIRE: 35-8-1391912-5 email cronicaearte@cronicaearte.com Rua São João, 869,  14882-010, Bairro Aparecida Jaboticabal SP
JURISTA LUIZ FLÁVIO GOMES FEZ PALESTRA NA OAB DE JABOTICABAL E FALA SOBRE LAVA JATO E CORRUPÇÃO Mentore Conti Mtb 0080415 SP fotos Mentore Conti Jaboticabal, 27 de julho de 2018. O jurista e escritor Luiz Flávio Gomes realizou uma palestra na noite de ontem quinta-feira, dia 26, na OAB de Jaboticabal. A palestra tinha como tema a lava jato, a ética e as prerrogativas da advocacia e teve início por volta das 19 horas. Luiz Flávio Gomes fez uma explanação sobre as potencialidades do país, seus recursos, possibilidades e desenvolvimento e frisou que um dos grandes problemas que se enfrenta hoje, no Brasil, é a corrupção. O problema do Brasil é o ladrão, disse Luiz Flávio Gomes. Segundo ele o trabalho da lava jato é importante e é uma das maiores operações de combate a corrupção no mundo, assim como foi o processo mãos limpas na Itália. O único problema, segundo Luiz Flávio é que várias vezes o juiz Sérgio Moro, na operação lava jato, saiu da legalidade e citou como exemplo as conduções coercitivas realizadas fora o que determina a legislação. As instituições devem ser reestruturadas a exemplo o Supremo Tribunal Federal. O trabalho da advocacia deve pautar-se pela confiança segundo Luiz Flávio Gomes e deve adaptar-se a toda modernização que está ocorrendo. Em relação às eleições que se aproximam, em determinado ponto da palestra Luiz Flávio Gomes disse que vai ser candidato à presidência e aos cargos eletivos quem estiver solto, já que uma série de presidenciáveis e de pré-candidatos aos cargos públicos tem processos ou são apontados em investigações. Segundo Luiz Flávio Gomes, toda essa situação de corrupção faz com que um percentual de 33 a 40 do eleitorado, queira se abster das eleições. Além disso existem os votos fixos em alguns candidatos. Lula, segundo Luiz Flávio Gomes cativou um eleitorado de 20%, que vota nele independente de qualquer questão, mesmo não votando no PT. Um outro percentual fixo também vota em Bolsonaro. O eleitorado de acordo com Luiz Flávio Gomes está dividido em algumas categorias também, como o voto faxina e quer limpar tudo e o voto corrupto, daquelas pessoas que querem que a situação de corrupção continue. Luiz Flávio Gomes disse que as prerrogativas de advogado (normas legais pelas quais um advogado tem que ter a liberdade de defender o réu, se manifestando livremente nos fóruns e tribunais), devem ser respeitadas. Luiz Flávio Gomes também falou da necessidade de mudar a lei de abuso de autoridade, já que todos devem ter limites dentro da lei tanto os advogados, com os promotores, os juízes, desembargadores e ministros de tribunais. Em entrevista ao site crônica e Arte, instantes antes da palestra, Luiz Flávio Gomes disse que durante o ano de 2017, 200 profissionais estudaram várias medidas de combate à corrupção a serem apresentadas para debate no Congresso Nacional. Este trabalho resultou em 70 medidas serão apresentadas e debatidas. Essas medidas vieram em substituição das 10 medidas apresentadas pelos promotores da força-tarefa da lava jato, das quais a metade eram incondicionais. Luiz Flávio Gomes disse ainda, ao site crônica e Arte, que é totalmente favorável ao fim do foro privilegiado.   Questionado pela reportagem se não haveria o risco de um político muito próximo de um juiz ou de um promotor em primeira instância, prejudicar um processo a seu favor, Luiz Flávio Gomes disse que casos assim podem ser revistos pelos tribunais e que o importante é que um deputado seja igual a qualquer cidadão perante os tribunais. Segundo Luiz Flávio Gomes a mudança de comportamento de parte dos brasileiros, passa por um processo educacional sério e com ensino de ética. O presidente da OAB de Jaboticabal André Luís Bottino de Vasconcelos, disse que serão realizadas outras palestras voltadas para estes temas e ainda sobre a legislação atual. Segundo André Bottino as palestras como a de ontem serão sempre abertas a advogados e ao público em geral.