Home Música Noticias Literatura Contatto Serviços Pagina 8 Livros Outros...
Cronica e arte

CRONICA E ARTE  CNPJ nº 21.896.431/0001-58 NIRE: 35-8-1391912-5 email cronicaearte@cronicaearte.com Rua São João, 869,  14882-010, Bairro Aparecida Jaboticabal SP
JABOTICABAL SE TORNA MUNICÍPIO DE INTERESSE TURÍSTICO COM DOIS PRÉDIOS HISTÓRICOS EM RUINAS NO CENTRO DA CIDADE. Mentore Conti Mtb 0080415 SP // foto Crônica e Arte Jaboticabal, 1 de março de 2019 A cidade de Jaboticabal está entre os 43 municípios paulistas que receberam o título de município com interesse turístico. A proposta foi dos 94 deputados estaduais e os municípios de interesse turístico devem receber recursos anuais do Governo do Estado, para serem destinados a infraestrutura turística. No site da Alesp o deputado João Caramez PSB diz que o turismo gera emprego e renda e já o deputado Itamar Borges MDB diz que a inclusão da cidade como município de interesse turístico fortalece ainda mais os pequenos municípios. Segundo o site da Alesp ainda a classificação de uma cidade com o município de interesse turístico, garante o recebimento em valores de hoje de 650 mil reais por ano. 97 cidades já tinham este título no Estado de São Paulo Para ter o status de município de interesse turístico, a cidade tem que ter atrativos turísticos, serviços médicos emergenciais, hospedagem, alimentação, informações turísticas e Abastecimento e água potável e esgoto. Jaboticabal que já teve um centro histórico do café vem, perdendo, com o passar dos anos, seus casarões antigos, que dão lugar, a edifícios novos, tanto de uso residencial quanto comercial. A cidade tem dois edifícios históricos em ruínas bem no centro do município, o Clube Jaboticabal e o prédio da antiga escola Bento Vieira o terceiro grupo, predio entrde o SAAEJ e o Estadão. Além desses prédios em Ruínas e da perda de vários casarões, muitos deles construídos por Euclides da Cunha, a cidade não demarcou até hoje, o início da Estrada do Taboado (Estrada construída por Euclides da Cunha e que ligaria São Paulo a Mato Grosso, começando por Jaboticabal) Quem passar pela Rua Comendador João Maricato, começo dessa estrada não vê referência nenhuma de sua construção, ou de quem a construiu. Alguns casarões resistem ao tempo, e outros são restaurados por iniciativa particular, a exemplo da sede da empresa San Marino, o antigo prédio da Diocese, que a construtora, comprou e restaurou. Um prédio, bem no centro de Jaboticabal, da Loja Paradise, (o antigo prédio das Mortati) que o comerciante Benvindo Gonçalo, comprou e restaurou e o antigo prédio do Colégio D Pedro II, comprado e restaurado pelo arquiteto Artur Doria Guzzo, da Construtora Guzzo. Tirando estas poucas iniciativas de particulares, a arqyuitetura historica na cidade vem se descaracterizando e, mesmo alguns personagens jaboticabalenses, não são lembrados como deveriam. No período do governo militar, dois personagens se destacaram no cenário nacional Joaquim Câmara Ferreira, (o “velho”) descendente do fundador da cidade e que participou da Luta Armada pela Aliança Libertador Nacional ALN, movimento de esquerda (considerado o número 2 deste grupo), foi um dos sequestradores do embaixador norte-americano Charles Burke Elbrick), e que morreu em 1970, depois de ser preso. Por outro lado, temos também o advogado Alfredo Buzaid, que foi um dos idealizadores do AI 5, e foi ministro da Justiça em parte do período militar (1969-1974) e também pouco lembrado na cidade. Com estas e outras questões pendentes a cidade ganha o título de cidade de interesse turistico, no qual a questão histórica é importante. Sobre estas questões e principalmente os dois prédios históricos em ruinas, o Site Crômica e Arte entrou em contado com o município. Falando com a Secretaria de Turismo no dia 27, foi informado que o prefeito falaria sobre a categoria de Município de interesse turístico, atribuída para Jaboticabal, para a imprensa em geral. O site Crômica e Arte tentou até o final desta edição (dia 1, as 17:00 h falar com a prefeitura sobre estas questões, (e principalmente sobre os prédios do terceiro grupo e o Club Jaboticabal, por ser urgente a restauração) mas não obteve resposta.