Home Música Noticias Literatura Contatto Serviços Pagina 8 Livros Outros...
Cronica e arte

CRONICA E ARTE  CNPJ nº 21.896.431/0001-58 NIRE: 35-8-1391912-5 email cronicaearte@cronicaearte.com Caixa Postal 43,  14870-970 Jaboticabal SP
1932: A REVOLUÇÃO DE SÃO PAULO
Em 9 de julho de 1932 eclodia em São Paulo a revolução Constitucionalista que mobilizou cerca de 35 mil combatentes entre civis e militares, com o objetivo de exigir do Governo Getúlio Vargas a promulgação de uma Constituição Federal Getúlio liderou a revolução de 1930, derrubando as oligarquias de coronéis que dominaram a política até então, mas seu governo provisório parecia não ter fim. Assim num contexto onde no Estado de São Paulo os Tenentes da revolução de 30, criaram um governo socializante e onde os paulistas se sentiam inferiorizados no jogo político da federação, vem a guerra que dura de 9 de julho a 4 de outubro de 1932   veja os detalhes deste conflito no vídeo ao lado:
O MMDC Um estopim  para a revolução de 32, foi a ocorrência das mortes de 4 estudantes, após o levante de 23 de maio. Nesta data no contexto de várias manifestações um grupo tentou invadir a Liga Revolucionária, uma célula da Revolução de 1930, organização favorável ao regime de Getúlio Vargas situada nas proximidades da praça da República. Os governistas da Liga resistiram com armas e quatro invasores acabaram mortos, eram eles: Mário Martins de Almeida, Euclides Miragaia, Dráusio Marcondes de Sousa e Antônio Camargo de Andrade. Um quinto estudante, Orlando de Oliveira Alvarenga ferido na ocasião, morre em Agosto e por isto alguns historiadores falam em M.M.D.C.A.  e não  M.M.D.C.