Home Música Noticias Literatura Contatto Serviços Pagina 8 Livros Outros...
Cronica e arte

CRONICA E ARTE  CNPJ nº 21.896.431/0001-58 NIRE: 35-8-1391912-5 email cronicaearte@cronicaearte.com Caixa Postal 43,  14870-970 Jaboticabal SP
FOLIA DE REIS PARTICIPA DE MISSA EM CÓRREGO RICO -JABOTICABAL SP Por Mentore Conti Jornalista e Editor do Site Cronica e Arte Jaboticabal, 10 de janeiro de 2016: Uma missa com participação da Companhia de Reis de Córrego Rico, marcou a manhã deste domingo naquele distrito de Jaboticabal. A festa continuou com um almoço logo após a missa. No início devido a chuva que começava a cair não houve a procissão e apresentação das danças típicas da folia. No início da missa os participantes da folia se prepararam junto a procissão de entrada da missa, que contou com músicas típicas da manifestação do reisado, cantadas pelo grupo que durante a missa substituiu o coro. A igreja onde se celebra referida missa, todo ano, foi construída com dinheiro de doações conseguidas pela Companhia de reis de Córrego Rico e tem forma sextavada com capacidade para 430 pessoas sentadas. A companhia de reis da localidade começou suas visitas em meados de dezembro e deve terminar com as visitações por volta do dia 28 deste mês, quando depois de um jantar a bandeira é guardada na casa do mestre da folia o Sr Luís Correia (o seu “Lula”). Luís Correia já é o mestre da folia a certa de 18 anos e começou, como ele mesmo disse, por uma graça de Deus. Correia já acompanhava a folia e há 18 anos o mestre anterior disse que não podia acompanhar mais e então ele, seu luís ficou com o encargo. Seu Luís disse que é uma benção participar da folia, levar alegria nas casas. Luís disse que as músicas cantadas na missa pela folia, são tiradas de folhetos, mas nas visitas às casas os músicos cantam de improviso. Entre os participantes que aguardavam o início da festa, que depois, por motivo da chuva foi abreviada, estavam alguns jovens entre eles Mateus Cristiano Alves, que sempre gostou do reisado. Com o tempo entrou no grupo, segundo Mateus é muito bom participar, cantar com o pessoal. Esta Companhia de Córrego Rico foi incentivada e praticamente criada pelo padre emérito Gabriel Augusto Franco Vaz, o Padre Gabriel como todos o conhecem na cidade. Hoje a Paroquia N Senhora de Lourdes à qual está ligada a capela de Santo Reis, tem como pároco o padre Eder Soares, que oficiou a missa. Segundo o gerente da Companhia Wilson Ferreira Motta, trabalhar com a Companhia de reis hoje é difícil quando se vê que os jovens, muitas vezes não tem tato interesse nestas questões como a folia de reis. Seu Wilson está na companhia como gerente dela a 16 anos e disse que com as doações, que são marcadas no livro de ouro deu para fazer a capela que tem 430 lugares e que foi terminada há 4 anos. Na época foi avaliada como uma obra de R$ 480.000,00. Wilson disse que o valor da doação pouco importa e existem doações de 10 centavos por exemplo e a companhia agradece a todos os doadores independentemente do valor. Todo o dia o pessoal da companhia larga seus afazeres no mês de dezembro para ir nas casas e este ano a companhia teve a satisfação de se apresentar na Catedral da cidade, disse Wilson. Hoje a Companhia atua só no município, mas já chegou a ir para Viradouro. Segundo Wilson se nota nos dias de hoje as vezes um certo desinteresse por parte de algumas pessoas neste espetáculo de reis ao contrário de antigamente, mas mesmo assim a companhia passa apertada para atender à os pedidos de visitas nas casas.
primeia foto integrantes da Folia e palhaços segunda foto Mestre da Folia e Cantador terceira foto: integrantes da folia na Missa
A FOLIA DE REIS OU REISADO Por Mentore Conti Jornalista e Editor do Site Cronica e Arte A folia de reis ou reisado foi uma tradição trazida pelos Jesuítas no Brasil, entre os Séculos 16 e 18, para catequese primeiro dos índios e depois também dos escravos. O espetáculo que é um auto de natal (espécie de espetáculo teatral já na época dos jesuítas) apresentado com música e dança. Este auto de natal representa a trajetória de Cristo e seu nascimento e a ida dos reis magos ao local de seu nascimento. No espetáculo a Bandeira representa a folia e tem figuras alusivas ao Menino Jesus, já os palhaços tem a função de proteger a bandeira e a folia, trajetória dos reis magos, proteção está contra os soldados de Herodes. Em muitos lugares do Brasil os palhaços ficam fora da casa enquanto a bandeira é recebida pela família. Os foliões vão com a bandeira em cada cômodo da casa abençoando o local Na folia a bandeira é ornada com fitas que também devem estar nas violas dos cantadores, segundo ainda determinada tradição não se usa a cor preta nas fitas pois o preto simbolizaria do demônio.
Como em Córrego Rico Jaboticabal, e região de Ribeirão Preto a folia de reis está presente em quase todo o pais, a exemplo de Contagem MG (foto) Ceará (NE), Rio d’Oeste e Rodeio (SC) e etc...
***