Home Música Noticias Literatura Contatto Serviços Pagina 8 Livros Outros...
Cronica e arte

CRONICA E ARTE  CNPJ nº 21.896.431/0001-58 NIRE: 35-8-1391912-5 email cronicaearte@cronicaearte.com Rua São João, 869,  14882-010, Bairro Aparecida Jaboticabal SP
A Maldição da Casa Winchester  Um artigo de Mentore Conti Jaboticabal, 5 de março de 2018 O site crônica e Arte começará a partir deste mês publicará algumas análises de filmes que serão ou foram lançados. São textos sem periodicidade regular, mas que procurará sempre deixar atualizado o leitor do site, trazendo um pouco do roteiro e uma pequena análise sem, obviamente detalhar o assunto para não estragar o prazer de assistir o filme. Neste primeiro filme vamos falar de um filme chamado ao menos na tradução em português A Maldição da Casa Winchester   Lembremos inicialmente que quando se fala em gênero de terror, os filmes que tem como tema, uma casa assombrada é um dos mais antigos do gênero, antigos e tradicionais. Neste filme os Irmãos spierig procuram revitalizar o gênero e contam a história de uma casa de uma família responsável por uma das Armas mais emblemáticas e famosos as armas Winchester. A Trama fala da viúva de um magnata da Indústria armamentista Sarah Winchester interpretado por Helen Mirren.  Sara foi casada com o magnata da Indústria armamentista e passa a viver atormentada por alguns fantasmas daqueles que morreram pelas criações de sua família. A diretoria da empresa Winchester acredita então que a mulher está em choque pela perda do marido e subornam um médico  Eric Price (Jason Clarke)  para acompanhar e emitir um falso diagnóstico e fazer com que ela, viúva, saia do comando das empresas.  A partir daí o médico é convidado a passar um período, uns dias, na mansão Winchester residência da viúva. Em alguns pontos a Trama é titubeante às vezes focalizando os dramas pessoais do médico também é vítima de uma perda e às vezes focalizando a tarefa que ele deve cumprir.  De um lado o filme acerta em cheio em relação ao tema apesar de aparentar o tradicional terror de Mansão Assombrada, pois o longa se aprofunda na relação culpa, luto e arrependimento, emoções estas, bem carregadas por uma atuação de peso de Mirren como uma mulher sem perspectiva de vida. Este clima é obviamente realçado pela fotografia que cria uma atmosfera Macabra. A motivação em relação aos Espírito das vítimas da violência armada, se encaixa perfeitamente o momento político do lançamento despertando a questão pertinente sobre o potencial destrutivo das Armas. Trata-se de um filme de terror mais baseado na questão psicológica do que na questão do susto do espectador, diante de algumas cenas. Dentro desse contexto a excelente atmosfera e temática de A Maldição da Casa Winchester, peca um pouco pela falta de foco que cria um filme morno e frequentemente com motivos gratuitos. O gênero do terror é um gênero amplo o suficiente para dar espaço para algo mais contemplativo ou frenético e não apenas para tentar colocar vários “temas menores” dentro do tema principal ao mesmo tempo, o que faz com que muitas vezes se perca o equilíbrio e o desenvolvimento apropriado, deixando o filme com roteiro meio disperso um filme irregular. A Maldição da Casa Winchester (2018) (Winchester) País: Austrália, EUA Classificação: 14 anos Estreia: 1 de Março de 2018 Duração: 99 min. Direção: Michael Spierig , Peter Spierig Roteiro: Michael Spierig , Peter Spierig , Tom Vaughan Elenco: Helen Mirren , Jason Clarke , Sarah Snook , Angus Sampson , Laura Brent , Tyler Coppin , Emm Wiseman