Home Música Noticias Literatura Contatto Serviços Pagina 8 Livros Outros...
Cronica e arte

CRONICA E ARTE  CNPJ nº 21.896.431/0001-58 NIRE: 35-8-1391912-5 email cronicaearte@cronicaearte.com Rua São João, 869,  14882-010, Bairro Aparecida Jaboticabal SP
DIRETOR-PRESIDENTE DA OMS FALA SOBRE O CUIDADO EM SE APLICAR O ISOLAMENTO HORIZONTAL, O CHAMADO LOKDOWN ouça o vídeo do pronunciamento do diretor-presidente da OMS no final da matéria Mentore Conti Mtb 0080415 SP // foto de Tedros Adhanom Ghebreyesus - internet/divulgação Jaboticabal, 31 de março de 2020 “Se fecharmos o restringirmos os deslocamentos o que acontecerá com essas pessoas que tem que trabalhar todos os dias?” Este foi um dos questionamentos que fez o Diretor- presidente da OMS, Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus.   O pronunciamento foi realizado ontem segunda-feira e entre outras questões, ele disse que cada país tem sua diferença e tem um sistema social de amparo à sociedade mais forte ou mais fraco. Isto segundo o diretor-presidente da OMS, deve ser levado em conta em um caso de isolamento social ou como ele mesmo disse lokdown. O Diretor-presidente da OMS quando se fala em questão Econômica não se está falando em PIB desenvolvimento econômico mas sim na dificuldade de trabalho de cada indivíduo e isso deve ser levado em conta.  No vídeo abaixo vemos o pronunciamento, legendado para que não haja dúvidas no leitor.  De fato o Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, já havia falado, no ultimo dia 28, que o isolamento horizontal é necessário para equipar se os hospitais, centros de Atendimento, em primeiro momento, mas que o presidente Jair Bolsonaro estava certo em pensar na questão Econômica e na segunda onda que pode ocorrer com os brasileiros em caso de lokdown. Assistam os vídeos para conferirem o conteúdo do assunto. A questão econômica o Ministro Mandetta fala depois de 1 hora 2 minutos e cinquenta e quatro segundos de pronunciamento.
FATOS, FOTOS E NOTÍCIAS por Mentore Conti Mtb 0080415 SP foto EBC
pronunciamento do Diretor Presidente da OMS
Pronunciamento do Ministro Luiz Henrique Mandetta