Home Música Noticias Literatura Contatto Serviços Pagina 8 Livros Outros...
Cronica e arte

CRONICA E ARTE  CNPJ nº 21.896.431/0001-58 NIRE: 35-8-1391912-5 email cronicaearte@cronicaearte.com Rua São João 869,  148882-010 Jaboticabal SP
UMA CRIANÇA E OS DIAS CINZAS DE CURITIBA Uma crônica de Mentore Conti foto Mentore Conti Jaboticabal, 10 de fevereiro de 2019 Quando a mãe de José falou que eles iam para a capital, para Curitiba ele logo imaginou que passariam naquela calçada onde tem músicos e palhaços, onde uma criança de 8 anos, como ele, podia tomar um lanche e ficar vendo um palhaço brincar com todo mundo e rirem dele e ele José, rir do palhaço. José achava Curitiba uma cidade mágica... de prédios misturados com música e brincadeiras com palhaço de rua, uma cidade com igrejas antigas e uma gente que vendia anéis, brincos, tudo colorido, coloridinho, em meio a cidade. Ao chegar, ...quando o carro parou próximo ao calçadão da XV de Novembro, não havia mais música, o palhaço não estava lá com suas brincadeiras, risos…. Ele não poderia mais rir do palhaço. De repente a cidade ficou apenas cinza, com seus prédios altos e cinza, de gente apressada... Em seus oito anos, José se perguntou: quem tirou o palhaço do lugar? quem tirou a música…. Porque ninguém mais faz retrato com lápis e papel…. Quem ouve uma criança de 8 anos... ele perguntou para mãe e a mãe não sabia e enrolou qualquer desculpa…. Que ele percebeu que era desculpa…. Logo pensou, proibiram o palhaço de brincar…. Será que em Curitiba não gostam de música na rua…. Que gente sem graça. Sem a censura de um adulto José pensava: Nossa que gente chata... que cidade feia…. A mãe de José o levou para vários lugares Jardim Botânico, Ópera de Arame praças e mais praças…. Praças de prédios antigos, mas todos sem música, sem palhaço.... ...sem risos... e pela primeira vez ele começou a ver que a cidade que ele gostava estava ficando feia, ...feia e triste.... ...triste e sem música ...sem risos ....triste!!! A cidade que ele gostava, Curitiba agora não passava de uma cidade cinza com invernos frios e o verão escaldante, mas uma cidade cinza e sem graça. Adulto não gosta de criança... tem medo de brincar de brincadeiras, pensou o pequeno José... ... é por isso que tiraram palhaço, por isso que tiraram a música….  Era tão bom passar pela rua e ver tudo isso... mas que adianta falar para um adulto que ele é chato, que ele não ri, que ele tem vergonha de brincar e de rir... José apenas se calou.... E quando deixou a cidade... já não tinha mais vontade de voltar a passear ali.