Home Música Noticias Literatura Contatto Serviços Pagina 8 Livros Outros...
Cronica e arte

CRONICA E ARTE  CNPJ nº 21.896.431/0001-58 NIRE: 35-8-1391912-5 email cronicaearte@cronicaearte.com Rua São João 869,  14882-010 Jaboticabal SP
O BRASIL E O SETE DE SETEMBRO Jaboticabal, 6 de setembro de 2020 Prezados leitores  O Brasil comemora neste dia 7 de Setembro 198 anos de independência. A data lembra o momento em que Dom Pedro I, vindo de Santos para São Paulo, encontra emissários de José Bonifácio e da Princesa Leopoldina, que lhe transmitem a impossibilidade do país permanecer ligado à Portugal.  É nesse instante que ocorre o grito de independência e que Dom Pedro I dá início ao processo de independência do Brasil. Pouco se conta na escola do período de 3 anos de guerra de independência. Claro que Portugal diante nos demais atos de Dom Pedro I de criar a independência do Brasil se recusou a entregar a colônia. Neste momento então Dom Pedro unificou outros processos de independência que existiam no país, sob seu comando e comandou a guerra de independência contra Portugal. Para guerrear com, que ainda tinha seu favor muitas juntas governativas pelo país, foi necessário criar a marinha, já que até então as frotas de navios estava no Brasil eram da Marinha portuguesa.  Dom Pedro então, em novembro daquele mesmo ano cria a marinha brasileira sob o comando de Lord Cochrane, um Almirante em inglês que foi contratado a serviço do Brasil.  Com o trabalho do nosso exército, da marinha recém-criada e de brasileiros que aderiram à luta da independência a exemplo de Maria Quitéria na Bahia, as tropas portuguesas foram expulsas do país. Na Bahia a expulsão dos portugueses ocorreu em 2 de julho de 1823.  Da expulsão dos portugueses começaram os tratados de reconhecimento da nossa Independência sendo que o primeiro país que reconheceu a independência brasileira, foram os Estados Unidos da América e, quase concomitante com eles, a Argentina, mas faltava um Tratado de paz com a antiga Metrópole, o que ocorreu no Rio de Janeiro em 29 de agosto de 1825, por meio do Tratado de Paz e Aliança.  Portanto ao contrário do que muitos pensam a independência do Brasil não ocorreu apenas com o grito do Ipiranga como se tudo se passasse às mil maravilhas, sem luta e sem esforço algum.  O Brasil para conseguir ser independente travou três anos de guerra com a antiga Metrópole período no qual teve que criar a marinha. Existiu até há cerca de 2 anos atrás um trabalho para destruir a nacionalidade brasileira. Este trabalho fez com que grande parte das escolas a partir de 1985, ano a ano, a comemoração de 7 de setembro passasse a ser relegada a segundo plano. Nestes últimos 30 anos a data passou a ser apenas um feriado para que as pessoas saiam a passeio. Assim é necessário realizar todo um trabalho de recuperação do que foi realmente a independência do Brasil e a recuperação do significado de outros feriados cívicos  É necessário realizar todo o trabalho para mostrar que o brasileiro como qualquer outro povo é um povo que lutou e pode continuar lutando para ser um país independente e soberano e ter uma nação independente. A independência de uma nação e a sua unidade e existência é uma questão que passa por criar uma mentalidade em prol da formação da nacionalidade do pais.
fotos: facebook do autor e EBC  dominio público e divulgação
Mentore Conti Mtb 0080415 SP
Para ler em Smartphones gire seu aparelho na horizontal
Primeira foto quadro independência ou morte; segunda foto Dom Pedro I; terceira foto Maria Quitéria; quarta foto José Bonifácio - vídeo n o final do artigo com o Hino da Independencia
Home Música Noticias Literatura Contatto Serviços Pagina 8 Livros Outros...
Cronica e arte