Home Música Noticias Literatura Contatto Serviços Pagina 8 Livros Outros...
Cronica e arte

CRONICA E ARTE  CNPJ nº 21.896.431/0001-58 NIRE: 35-8-1391912-5 email cronicaearte@cronicaearte.com Rua São João 869,  14882-010 Jaboticabal SP
DE QUEM É A CULPA DO BAIXO NÍVEL DA EDUCAÇÃO NO BRASIL? Um artigo de Mentore Conti Mtb 0080415 SP // foto ebc e internet divulgação Jaboticabal, 7 de fevereiro de 2020 Prezados leitores   O governo de Rondônia no norte do país, determinou na quinta- feira, ontem dia 6 fevereiro, que fossem recolhidas dezenas de livros das bibliotecas das escolas daquele estado. Ao todo, a lista dos livros censurados e que seriam tirados das bibliotecas tinha 43 títulos, incluindo autores como Machado de Assis, Mário de Andrade, Euclides da Cunha e vários outros. A desculpa para uma aberração destas era de que os títulos continham conteúdos inadequados as crianças e adolescentes. O governo tentou negar que o documento existisse mas depois assumiu o erro e voltou atrás. Ferreira Gullar e Nelson Rodrigues também estavam na lista, assim como Franz Kafka. O texto era assinado pelo secretário da Educação Suamy Lacerda de Abreu, mas a assinatura eletrônica no sistema era da diretora de Educação do órgão Irani Oliveira Lima Moraes.  Seja como for esse é um exemplo da pouca vergonha do que se pratica na educação do país há muitos anos. Não adianta culpar o ministro atual. Que ele tem seus erros tem, mas a educação no país tropeça de erros e erros e os alunos mal aprendem a ler e escrever, isso já há mais de 16 anos. Desde o período chamado redemocratização do país, a escola vem sendo vilipendiada, destruída, acabada a partir dos governos Fernando Henrique Cardoso, que em 1997 criou várias leis que destruíam a disciplina escolar.  Querem um exemplo? Qual dos Senhores que está lendo esse artigo ouviu falar, nos três anos de guerra da Independência que o Brasil teve depois de 7 de setembro? Qual dos senhores ouviu falar que a independência do Brasil foi assinada, entre Portugal e Brasil, em 29 de agosto de 1825 depois de 3 anos do grito do Ipiranga (7 de setembro de 1822) e ratificada em Portugal em 15 de novembro daquele ano de 1825?  Quem ouviu falar em Maria Quitéria?  Quem de vocês ouviu falar em comandante da marinha durante a guerra de independência, Thomas Cochrane... E vocês não estudaram na época do ministro atual, muitos de vocês, que agora leem esse texto, estudaram na época dos governos Fernando Henrique, Lula e Dilma.  Mas não fiquemos só na guerra de independência, voltemos ao descobrimento do Brasil. Quem de vocês, caros leitores ouviu falar em Duarte Pacheco Pereira, que chegou ao Brasil em 1498 para mapear à Terra  Quem de vocês ouviu falar só para dar mais um exemplo, na área de história, em Cosimo Fernandes, o Bacharel de Cananéia; em João Ramalho; em Caramuru (Diogo Álvares Correia) que eram degredados lançados aqui na Terra de Santa Cruz, para começar a criar uma amizade com os índios para que, depois os outros portugueses chegassem aqui. Este trabalho ocorreu à partir de 1500. E vem me falar que a educação está ruim por causa desse Ministro de agora, mas esta gente não tem vergonha?  Como um secretário da Educação de uma unidade federada como Rondônia, manda tirar clássicos da literatura brasileira e da literatura mundial. Se ele não sabe ler a culpa não é do povo, do aluno. Ele que vá aprender a ler.  Se fossemos retirar todos os administradores da educação no Brasil, não ia sobrar muita gente no Ministério da Educação e nas secretarias de educação. Muitos professores deveriam catar o diplominha e sair da educação pois tem preguiça de ensinar, tem preguiça de ler e a culpa é do atual ministro? Faça-me o favor: Isso não é um país sério!! Atualmente por culpa de professores mal-acabados de ideia tem alunos que saem da escola, sem saber conta de somar sem saber conta de dividir, que não sabem fazer uma carta comercial, um requerimento. E a culpa é do ministro? ou a culpa é do monte de professores que nunca quiseram ensinar nada e atrapalharam sempre os professores que queriam ensinar. Por isso eu disse e repito aqui, se fosse de tirar do Ministério da Educação todos aqueles que atrapalham a educação, sobraria muito pouca gente. Eu sou formado em história e lecionei em um cursinho popular aqui na cidade de Jaboticabal e muitos alunos chegavam no cursinho, depois do então Terceiro Colegial (hoje ensino médio) sem nunca ter ouvido falar em Carlos Magno. Alguém pode me perguntar: mas o que eu faço com a história do Carlos Magno? bom em concurso público geralmente tem questões sobre este assunto e quem não souber fica para trás. Devemos fazer do Brasil um país sério. Tem ecologistas que não sabem que no interior paulista, não existe Mata Atlântica, o que existe é Mata tropical de altitude a Mata Atlântica existe próximo ao Oceano Atlântico.  Impeachment então contra quem? Demissão? exoneração de quem? então precisa pela situação atual da educação brasileira não basta tirar o ministro da educação, tem que fazer uma reciclagem de todos os professores e colocar gente com vontade, gente que ensine, gente que realmente trabalhe, talvez voltando os professores aposentados e que realmente ensinavam porque grande parte dos atuais professores, não ensina quase nada.  E me desculpem os professores que trabalham corretamente, mas vocês estão rodeados de uma gente que nunca foi professor que se finge de professor para ganhar o salarinho e a no final do mês. A coisa chegou até o ponto de degradação que o próprio secretário da Educação de Rondônia não sabe qual a importância de Machado de Assis de Nelson Rodrigues e outros autores.
foto 1 min da Educaação; foto 2 João Ramalho; foto 3 Bel de Cananeia foto 4 Caramuru
Home Música Noticias Literatura Contatto Serviços Pagina 8 Livros Outros...
Cronica e arte