Home Música Noticias Literatura Contatto Serviços Pagina 8 Livros Outros...
Cronica e arte

CRONICA E ARTE  CNPJ nº 21.896.431/0001-58 NIRE: 35-8-1391912-5 email cronicaearte@cronicaearte.com Rua São João 869,  14882-010 Jaboticabal SP
A IMPRENSA E O PERIGO DO FASCISMO Jornalistas de Jaboticabal escamotearam notícia sobre briga em escola da cidade, aos moldes do fascismo de Benito Mussolini. um artigo de Mentore Conti Mtb 0080415 SP // fotos frames do video em arquivo na editoria deste site. Jaboticabal, 22 de novembro de 2019 Vimos nesta semana o vídeo que viralizou no WhatsApp, mostrando uma briga de escola na cidade de Jaboticabal e no vídeo vemos claramente, (como no frame que está sobre esse artigo), uma senhora portando uma faca. Não obstante esta cena clara e contundente, alguns jornalistas da cidade minimizaram a questão, falando que uma criança havia sido socorrida mas que não tinha certeza de ter sido esfaqueada na ocasião. Oras infelizmente referidos jornalistas prestam um desserviço à população, se a vítima registrou a ocorrência ou não isso é uma questão da vítima. O que nós vemos claramente no vídeo é uma senhora, no meio da briga com uma faca. Além disso este jornal, o Site Crônica e Arte, tem a gravação de um funcionário público da escola, dizendo do ferimento a faca do Adolescente que sofreu o golpe e que a escola prontamente o socorreu.  A este ponto eu volto na questão deste artigo.  Até que ponto nós vamos repetir, na imprensa o sistema fascista de Benito Mussolini, de escamotear as notícias. Só porque não houve o registro preciso dos fatos, em órgãos oficiais, mesmo diante de imagens, contundentes, não quer dizer que o fato não existiu. Oras defender uma cidade não é mentir.  A entrevista da funcionária, em arquivo neste site, diz bem que um adolescente foi esfaqueado. A imagem que vemos acima mostra bem a faca. Neste ponto, por dúvida a questão da faca no meio da briga e do esfaqueamento de um aluno é no mínimo seguir a cartilha de Benito Mussolini. Segundo ele, Benito Mussolini, a notícia não podia denegrir o estado, a notícia tinha que estar de acordo com o estado fascista, para preservar a imagem bela e pura da nação. Benito Mussolini tinha para isto uma agencia própria de notícias, para encobrir a realidade e passar só o que convinha. Nos parâmetros de Benito Mussolini as notícias policiais tinham que ser dadas de um modo, que o estado fascista não ficasse denegrindo de alguma forma.  Ninguém está pedindo para que os jornais denigram Jaboticabal, Ninguém está pedindo para que se acabe com o nome da cidade, mas a verdade deve ser reportada em um jornal e ainda que não tenha sido denunciado, à polícia, porque a vítima não foi até o órgão policial, se o fato é verdadeiro, ele é notícia, ele existiu.  Se uma mulher estava com uma faca, ela estava com uma faca e ponto. Se no meio da briga uma criança foi machucada, ela foi machucada e ponto. Não se brinca com a informação. Ou será que devemos levar certos jornalistas para a Polícia Federal por prática de fascismo por escamotear notícias?  Até quando a comunicação vai se curvar a um sistema errado de jornalismo, amigo de todos e que não reporta aos leitores o que realmente ocorreu? como não reportar uma imagem que vemos no vídeo? Essa é a pergunta que eu deixo, não vou citar aqui os jornais ou os jornalistas, mas que a notícia foi amenizada a ponto de desaparecer com a faca que estava no vídeo, foi. Infelizmente o prejuízo da notícia que encobre o fato, direta ou indiretamente é do leitor, que deve saber realmente o que acontece, por uma noticia que reporte o fato como ele ocorreu e não de forma adulterada.  Se um jornal existe é para reportar a verdade, ainda que ela não tenha sido inscrita burocraticamente em alguma repartição, ou mesmo que ela traga a noção da violência em que vivemos.
Home Música Noticias Literatura Contatto Serviços Pagina 8 Livros Outros...
Cronica e arte