Home Música Noticias Literatura Contatto Serviços Pagina 8 Livros Outros...
Cronica e arte

CRONICA E ARTE  CNPJ nº 21.896.431/0001-58 NIRE: 35-8-1391912-5 email cronicaearte@cronicaearte.com Rua São João 869,  14882-010 Jaboticabal SP
O QUINTO DOS INFERNOS E A INCONFIDENCIA MINEIRA Por Mentore Conti Professor de História e Jornalista 21 de abril de 2018 foto internet Muitas pessoas às vezes não se recordam o real motivo do feriado de hoje, mas no dia 21 de abril se comemora o dia da inconfidência mineira. O dia em que os brasileiros se levantaram para protestar contra a injustiça de um imposto de 20%. Nos dias de hoje quando ouvimos que a carga tributária chega a 50% em média em cada produto consumido e em alguns produtos específicos, ultrapassa 60%, é difícil acreditar que os brasileiros já lutaram contra uma carga tributária na época, chamada insuportável, de 20%.  Isso mesmo 20% era o imposto cobrado durante a mineração no Brasil, no ciclo do ouro e por ser 20%, ou seja um quinto do produto minerado em Minas Gerais, esse imposto passou a ser chamado de quinto dos infernos.  Portanto quinto dos infernos não é um lugar no inferno, um círculo do inferno de Dante ou coisa que o valha, é na realidade o imposto que existiu no Brasil de 20% e que os brasileiros de então achavam um valor extorsivo.  Como veremos no texto cujo link está baixo, devido a esta cobrança, os mineradores de Minas Gerais, da então Vila Rica atual Ouro Preto criaram o que historicamente ficou chamado de inconfidência mineira.  Cansados de tanto dinheiro indo para Portugal sem retorno nenhum ao país, o motivo da revolta, gerou um dos primeiros movimentos com um sentimento de brasilidade.  Os inconfidentes eram estimulados um pouco pelas ideias do liberalismo que anos antes, dera origem a independência dos Estados Unidos da América. Claro que muitos inconfidentes entraram no movimento, visando se livrar, e apenas se livrar de dívidas tributárias e outros já queriam até um objetivo maior, o de acabar com a subordinação dos brasileiros em relação a Portugal.  Hoje quando vemos parte da população, inerte aos desmandos do governo, a esperar apenas que chegue a sexta-feira e um feriado, para fazer um churrasco, vemos o quanto está o Brasil de hoje longe do ideal de parte dos inconfidentes.  Claro que de alguns anos para cá, o combate à corrupção ganhou força e bem ou mal, com as redes sociais, grande parte dos brasileiros se inteira sobre política, ainda que muitas vezes vemos radicalismos.  Quem sabe ainda veremos parte da população, que hoje parece alienada, se juntar com os demais brasileiros exigindo que esse país seja bem administrado e que os impostos de agora, não mais no valor do quinto dos infernos, mas em valores bem superiores, sejam de início aplicados em serviços público, que é o verdadeiro da existência de um imposto e depois sejam tais impostos, diminuídos para parâmetros suportáveis, para que a população possa trabalhar e criar toda uma economia que não fique sufocada pelo governo. Em relação ao dia de hoje, dia 21 de abril interessante ler a matéria sobre a inconfidência clicando no link a seguir: Inconfidência Mineira
Claudio Manoel da Costa, um dos inconfidentes
Home Música Noticias Literatura Contatto Serviços Pagina 8 Livros Outros...
Cronica e arte